Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Miss Blah

No fundo, eu só precisava de um cantinho onde pudesse tagarelar à vontade...

06.Jul.17

This is not a love song

Miss Blah

FB_IMG_1499307184819.jpg

Ficou por dizer o quanto eu gostava do teu sorriso franco, bem rasgado, a desenhar-te os ângulos das rugas.Mas tu desapareceste como apareceste: num ápice e sem pré-aviso - muito embora todo o teu jeito já denunciasse que o tempo ia ser sempre curto.

Foram horas.Todas somadas, talvez se resumam a alguns dias que não preenchem os dedos das mãos (e se eu gostava das tuas). Dias intensos, tão cheios de ti, das tuas palavras... e poucos perante todo o furto que perpetraste na minha atenção...

Desassossegaste-me. E desapareceste. Como o furacão que és. E enquanto uns te julgam o carácter (eu acho que, zangada, ainda o fiz), dou por mim a volver os breves parágrafos onde nos cruzámos e a ver-te, de forma clara e inequívoca, apenas como um saltimbanco na vida, salteador de corações distraídos, demasiado ocupado dentro de ti, entretido com as tuas paixões. A aceitar(-te) e a aprender contigo, com as inúmeras lições que carregas nessa tua mala de ilusionista.

Ainda assim, homens destes deviam vir com sinais de alerta visíveis q.b. aos olhos das almas mais incautas... Tipo néon. Ou isso, ou de uma vez por todas, aprenderem que não se desperta a atenção de uma mulher (sobretudo quando está para lá de sossegada) sem a menor intenção de, pelo menos, ficar por perto...

1 bitaite

Deixar bitaite